Quais os principais motivos que os burgueses colocavam contra a Igreja Católica?

Quais motivos principais que levaram a burguesia a ficar contra a Igreja Católica?

Nessa época, a burguesia era uma classe social em ascensão e o comércio se consolidava como a atividade econômica mais importante da Europa. A Igreja Católica era um obstáculo às práticas comerciais burguesas, pois era contra a cobrança da usura, ou seja, dos juros.

Quais foram os motivos da insatisfação contra a Igreja Católica?

Práticas não condizentes com sua doutrina como a venda de indulgências, de cargos eclesiásticos e a inadequação do alto clero que se comportava de maneira mundana e luxuosa abalaram a crença de muitos fiéis na instituição da Igreja Católica.

Por que a burguesia desejava uma nova religião que não fosse a católica?

Além de desejarem cobrar tributos feudais. A burguesia também começou a incomodar-se com alguns ideais do catolicismo. Por exemplo, a usura (empréstimos com juros) era considerado um pecado pela Igreja, que também era contra o acúmulo de bens e o lucro.

É IMPORTANTE:  Sua pergunta: Por que a Bíblia é chamada de escritura sagrada?

Quais os motivos das críticas com a Igreja Católica?

Críticas ao papado

Muitos estudiosos têm acusado a corrupção de determinados papas ao longo da história como sendo os responsáveis pelos principais erros cometidos pela Igreja Católica e pelas críticas direcionadas a ela, especialmente durante o saeculum obscurum e o renascimento, destacando a simonia e o nepotismo.

Quais foram os motivos da burguesia?

No século XVIII o avanço da atividade comercial levou ao desenvolvimento das indústrias. A classe burguesa era, naquele momento, formada por proprietários dos meios de produção, ou seja, os donos das fábricas. Foi o desejo da classe burguesa de aumentar seu lucro que impulsionou o desenvolvimento industrial.

Como a burguesia atacou o poder da Igreja?

Aos nobres, que pretendiam, para enfraquecer a autoridade dos clérigos, confiscar as terras da Igreja e incorporá-las aos seus domínios, aliou-se a burguesia que protestava contra o abuso da arrecadação de impostos eclesiásticos, que depois eram enviados para a Itália.

Quais motivos interferiram e geraram insatisfação dos protestantes?

proibição das indulgências; proibição da circulação de alguns livros; reforço da ideia de infalibilidade do papa, etc.

Qual era o objetivo da Contra Reforma católica?

A intenção da contrarreforma era espalhar a fé católica, catequizando as regiões não cristianizadas. Seu objetivo era agrupar as variações de religiões, ou então condená-los por heresia, como o caso da religião protestante.

Quais foram as principais críticas feitas à Igreja Católica durante o Renascimento?

As principais críticas estavam ligadas a venda de indulgências, ao afastamento dos monges, a crescente promiscuidade clerical e ao desrespeito com a fé alheia.

Por que os burgueses eram a favor das novas doutrinas religiosas?

Dessa forma, a burguesa se aliou aos reis para garantir benefícios econômicos, pois as novas doutrinas religiosas defendiam o trabalho e o lucro, ao contrário da Igreja Católica, que se opôs à usura, ou seja, à cobrança de juros.

É IMPORTANTE:  Questão: O que Jesus falou sobre o vinho?

Porque a burguesia apoiava a reforma religiosa?

A classe burguesa, por sua vez, também apoiava o movimento, pois ele defendia as ideias de prosperidade e acúmulo de capital, fatores importantes naquele período, marcado pela transição do feudalismo para o sistema mercantil. O movimento foi apoiado por estudiosos da época.

Qual era a religião escolhida por parte da burguesia?

Tenha podido, embora, adaptar-se a outras fórmas sociais, o cristianismo é, por excelência, a religião das sociedades que descansam sôbre as bases da propriedade individual e da exploração do trabalho assalariado; por isso, tem sido, é e será — diga-se e faça-se o que se quizer — a religião da burguesia.

São críticas dirigidas a Igreja Católica?

Principais críticas feitas à Igreja Católica pelo: Luteranismo: Celebração das missas em Latim, venda de Indulgências (perdão dos pecados), corrupção moral da Igreja (clérigos eram casados e com filhos), venda de cargos eclesiásticos chamado de Simonia, venda de relíquias sagradas, entre outros.

Qual foi a principal crítica de Lutero a Igreja Católica?

Lutero estava insatisfeito com certas condutas da Igreja, sobretudo com as indulgências, que eram comuns na Igreja Católica da época. Nesse contexto, essa prática acontecia por meio dos dízimos feitos pelos fiéis para a Igreja em troca do perdão de seus pecados.